25.01.2012

Existem dias em que andamos demasiado fatalistas pela minima razão. Mas a verdade, é que nessa altura, achamos mesmo queo mundo vai acabar se não acontecer uma pequena coisa. Pois, bem, apresento-me assim agora.

Sei que se nada daqui sair, nunca sairá mais. E não, não quero limitar-me a perder, mas também não quero mostrar-me vencida. Não quero dizer "Até nunca!", porque quero tudo isto amanhã. Sei que nem tudo depende de nós, mas também sei que nada acontece só porque sim. Se vou tentar? Talvez. Porquê talvez? Porque por mais que nada aconteça por acaso, sei também que nem tudo depende de nós. E ando assim, neste circulo interminável de argumentos e contra-argumentos.

Se quero? Neste momento, mais que tudo.

publicado por aquela às 15:09 | link do post | comentar