10.04.2012 (2)


"Quando dormes, e te esqueces, o que vês, tu quem és. Quando eu voltar o que vais dizer?

Vou sentar no meu lugar.

Adeus, não afastes os teus olhos dos meus! Isolar para sempre este tempo. É tudo o que tenho para dar.

Quando acordas por quem chamas tu?

Vou esperar, eu vou ficar nos teus braços. Vou conseguir fixar o teu ar, a tua surpresa.

Adeus, não afastes os teus olhos dos meus! Eu vou agarrar este tempo e nunca mais largar.

Adeus, não afastes os teus braços dos meus! Eu vou agarrar esse tempo. Eu vou, vou conseguir pará-lo, vou conseguir pará-lo.

Adeus, não afastes os teus olhos dos meus. Eu vou agarrar esse tempo. Eu vou, vou conseguir pará-lo.

Adeus! Adeus! Eu vou agarrar esse tempo, eu vou, vou conseguir pará-lo, eu vou conseguir guardá-lo, eu vou conseguir ficar. "



 

 

Simplesmente magnifico!

 
publicado por aquela às 14:19 | link do post | comentar